15% de desconto sobre os vinhos de Marchesi Antinori com código* - ANTINORI15 | Aproveito *Oferta válida até 03.01.2023, fora dos vinhos já em promoções, vinhos primeurs, vinhos raros não elegíveis às promoções, oferta não acumulável com outro desconto.
TrustMark
4.7/5
RP
94
JR
17.5
WS
93
Château Palmer 2006

Château Palmer 2006

3e cru classé -  - - Tinto
Detalhes do produto
Produto esgotado
Produto esgotado

Deseja ser informado da disponibilidade deste produto?

  • delivery truckEntrega gratis à partir de 300€ de encomenda
  • lockPagamento seguro
  • checkbox confirmGarantia e autenticidade dos produtos
Ficha de identificação de
Château Palmer 2006

Château Palmer 2006: um Margaux com taninos extremamente suaves

O Castelo Palmer é um 3ème Cru Classé produto designado Margaux. A vinha de 66-hectare é plantada no cimo de uma colina de cascalho. O vinho é amadurecido em barris durante uma média de 18 a 21 meses. Chateau Palmer 2006 é uma mistura de 56% de Cabernet Sauvignon e 44% de Merlot.

A colheita de 2006 em Château Palmer foi marcada por condições climáticas complexas, tanto com seca como com chuva. No entanto, o terroir extremamente elevado da propriedade permitiu oferecer condições bastante boas para que o castelo pudesse exprimir plenamente o seu estilo.

Na degustação, a chateau Palmer 2006 tem uma cor vermelha brilhante com reflexos ligeiramente evoluídos. O nariz desenvolve fragrâncias de frutos vermelhos (groselha) antes de oferecer notas de ervas aromáticas, amadeiradas e picantes. No paladar, os taninos são extremamente suaves. Racy, este Chateau Palmer 2006 está perfeitamente pronto para ser provado e poderá esperar até cerca de 2040.

Notas de prova
Château Palmer 2006
badge notes
Parker
94
100
badge notes
J. Robinson
17.5
20
Wine Advocate-Parker :
Tasted at Bordeaux Index's annual 10-Year On tasting in London. The 2006 Château Palmer was wonderful out of barrel ten years ago and now in bottle, it fulfills its promise with a stunning, precise bouquet of maraschino, iodine, cassis and tobacco scents that seem a few years younger than its Margaux peers. The palate is medium-bodied with fine tannin that cloak its sweet core of cassis and blackcurrant fruit. However, what is so striking is the fineness of the tannin and just how well that oak is subsumed into the fabric of the wine. This is a long-term proposition: a great Margaux from Thomas Duroux. Tasted January 2016.
1.9.0